Atibaia News
Cotação
RSS
Arte e Cultura - Por Armando Teixeira Junior

Arte e Cultura Por Armando Teixeira Junior

Menino Ney

Publicado em 01/02/2020 2 comentários Comente!


Ah esse menino Ney! Nasceu destinado a brilhar, e sua personalidade não iria se contentar com menos.

Sua performance avassaladora é de encantar o público, mas muitas vezes sua vida fora daquilo que ele sabe fazer de melhor atrai tanto os holofotes que não sabemos quem é culpado, sua presença magnética e polêmica, ou se somos nós que nos metemos demais na vida pessoal de cada um.

Muitos acharam(errado!) que a idade “envelheceria” esse menino, tornando sua vida mais sem graça, diminuindo seu jeito de ser para algo mais “maduro”. Desde cedo era claro, “pai de família” quieto no seu canto é que não seria, mas ninguém sabia até quando essa inconsequência juvenil duraria. E segue durando.

Alguns acham que a chave de seu magnetismo é exatamente essa, uma ambiguidade que desperta olhares, desperta a imaginação nas pessoas, que causa amor e ódio. Muitas publicações especializadas o colocaram entre os 3 melhores, mas ninguém ainda teve coragem de dizer que ele é o melhor. Seu talento é inegável, mas às vezes somos conservadores demais, moralistas demais, medrosos demais... preferimos o escapismo de encontrar um “mas”... dizer que falta isso ou aquilo na vida pessoal, como se isso ou aquilo fosse da nossa conta.

Não é amigo! Sinto lhe informar, que entre quatro paredes o que o menino Ney faz não nos interessa. Mesmo que muitas vezes seja acusado de se expor sem necessidade... deixe ele ser verdadeiro ora!

Por sinal suas entrevistas são um deleite. Ele fala com todas as letras aquilo que outras pessoas querem esconder. Essa é uma qualidade, mas também uma fraqueza, pois toda a energia negativa daqueles que não suportam alguém que é feliz recai sobre esse tipo de pessoa: verdadeira, custe o que custar.

Não raro seus namoros foram alvo da imprensa que ficava lá, como velha fofoqueira na janela. Queria detalhes, entrelinhas, algo que talvez maculasse aquela pessoa tão genial em sua profissão, tão genial que dava raiva, essa é a verdade.

Defeitos todos temos, mas o menino Ney é sem dúvida um mestre naquilo que ele faz. O tempo não passa quando está fazendo sua mágica, entretendo nossos sentidos, encantando com sua performance única.

Alguns tentam imitá-lo, mas falta personalidade. Falta aquilo que não se treina, que não se fabrica no dia-a-dia, que nasce com a pessoa. Uma estrela de brilho próprio.

Claro que estou falando do Ney de Souza Pereira. Nome artístico: Ney Matogrosso. 78 anos, um menino. Considerado o 3° Maior Intérprete da Música Brasileira pela Revista Rolling Stones. Passou pela banda “Secos e Molhados” que até hoje é talvez uma das mais escandalosas experiências musicais alternativas que conseguiu alcançar o sucesso. Suas performances “ao vivo” são um show a parte, no final de 2019, inclusive “emendou” com “Bloco na Rua” nova turnê de shows, após 5 anos de “Atento aos Sinais”. “Menino” Ney já disse que está trabalhando na escolha de repertório para um novo disco e enquanto isso segue causando, vendo óvnis, dando entrevista, falando com clareza de bissexualidade e fazendo o que faz de melhor, cantar e encantar nos palcos da vida.

 

 

-

Arte e Cultura

Por Armando Teixeira Junior

2 comentários

Deixe o seu comentário