Atibaia News
Cotação
RSS

Segundo SAMU, mais de 70% dos acidentes de trânsito em nossa região envolvem motocicletas

Publicado em 11/07/2019 Editoria: Segurança 1 comentário Comente! Imprimir


Fotos: SAMU

Fotos: SAMU

Segundo estatísticas do mês de maio, 70% dos acidentes de trânsito em nossa região, atendidos via SAMU, envolveram motocicletas.

Por Armando Teixeira Junior

Quando um acidente de trânsito com vítimas acontece a primeira medida é acionar o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência(SAMU). As decisões corretas no momento de um acidente e a velocidade com que acionamos o resgate pode ser o diferencial para salvar uma vida em um acidente de trânsito.

Em Atibaia, ganhou destaque nas últimas semanas o alto índice de acidentes envolvendo motocicletas, muitos deles com vítimas fatais. Quando é necessário o atendimento das vítimas no local, o SAMU é o serviço de resgate referência, que atua com velocidade, profissionalismo e dedicação para salvar vidas. Poucos sabem, mas o tempo médio de chegada da viatura após o atendimento telefônico no número 192 em nossa região é de 5 a 6 minutos de acordo com a gravidade da situação relatada ao atendente. Essa média impressiona quando consideramos a complexidade de atendimentos que muitas vezes acontecem em rodovias, zonas rurais ou de grande distância em relação a base onde se encontram os médicos, enfermeiros e viaturas.

O SAMU de Atibaia, é uma base descentralizada do Regional de Bragança Paulista, que engloba no total 11 municípios da nossa região, sendo: Atibaia, Bom Jesus dos Perdões, Bragança Paulista, Joanópolis, Nazaré Paulista, Pedra Bela, Pinhalzinho, Piracaia, Socorro, Tuiuti e Vargem.

Um grande número de ocorrências diárias trazem todo tipo de desafio para a equipe de Atibaia, que é composta por 30 pessoas entre médicos, enfermeiros e auxiliares de enfermagem, além dos bombeiros militares responsáveis pela condução das viaturas. Dentre inúmeros atendimentos realizados, apenas uma parcela corresponde aos acidentes de trânsito. O Gerente de Divisão do SAMU de Atibaia, Kléber Henrique Barroso, tem as estatísticas exatas de cada mês, que ajudam a formar um quadro específico sobre os atendimentos em nossa região.

“Durante o mês de Maio, tivemos um total de 2.825 ocorrências atendidas pelo SAMU Regional Bragança Paulista, 230 foram acidentes de trânsito, ou seja, 8,14% do total de ocorrências, sendo que 71,7% (165) dos acidentes de trânsito envolvem motocicleta.” Informa Kléber.

Os dados correspondem as estatísticas gerais do Estado de São Paulo onde notamos um número acentuado dos acidentes de moto, em relação aos acidentes de carro.

Em Atibaia, foi registrado mais um óbito na última segunda-feira, dia 08, em acidente envolvendo motocicletas (link aqui). Há duas semanas registramos ao menos 4 mortes em situação semelhante, todas elas noticiadas pelo site Atibaia News.(link 1 e 2)

Kléber Barroso afirma ainda que a moto é sim um veículo mais perigoso que o carro por expor mais o motorista e que Atibaia segue o mesmo padrão do Estado de São Paulo quando o assunto é número de acidentes com motocicletas. “O número de acidente envolvendo moto, supera em muito os acidentes envolvendo somente carros. Na moto, pelo fato de expor o piloto, qualquer acidente por mais simples que seja, certamente ocorrerá alguma lesão na vítima.”

O trabalho diário de salvar vidas e cuidar de pessoas

Ao discar 192, o telefone do SAMU, uma grande equipe é mobilizada para auxiliar de forma rápida e eficiente os mais diversos tipos de ocorrências médicas. Dentre elas os acidentes de trânsito que exigem treinamento, preparo e cuidados extras, inclusive para não sofrer um outro acidente no momento de prestar socorro.

Muitos desses acidentes poderiam ser evitados com cuidados simples como: dirigir com atenção e respeitar as leis de trânsito.

O gerente de divisão do SAMU, Kléber Henrique Barroso, em entrevista ao Atibaia News, falou sobre como funciona o procedimento de resgate em casos de acidentes de trânsito com vítimas e como devemos proceder nesses casos.

Atibaia News: Como é feito o atendimento de um acidente no trânsito via SAMU? Quantos socorristas atualmente trabalham na cidade de Atibaia e quantas ambulâncias estão disponíveis?

Kléber: O contato com a central de regulação é realizada através do número 192, após passada as informações para o médico regulador (endereço, número de vítimas, informações gerais do acidente), é deslocada a viatura de resgate para o local, em Atibaia trabalham: 11 médicos, 5 enfermeiros, 14 técnicos de enfermagem e bombeiros militares na condução das viaturas, 24 horas por dia; sendo divididos em 1 ambulância UTI (Médico, Enfermeiro e condutor socorrista), 2 ambulâncias básicas (técnico de enfermagem e condutor socorrista) e 1 viatura de transporte de resgate sanitário (técnico de enfermagem e condutor socorrista), conforme é a gravidade da vítima, o médico regulador encaminha a ambulância melhor preparada para o atendimento.

Atibaia News: Quais são as lesões mais comuns em casos de acidentes de trânsito?

Kléber: As lesões mais encontradas em acidentes são: Fraturas (fechadas e/ou expostas) de membros superiores e inferiores, traumatismo crânio encefálico (TCE) e escoriações.

Atibaia News: Quais são as causas mais comuns de acidentes na sua opinião?

Kléber: Para mim é a Imprudência! Todos sabemos que alta velocidade, falta de manutenção periódica nos veículos, o não uso de equipamentos de proteção, beber e dirigir atrapalham a direção segura, porém, nem sempre agimos da melhor forma.

Atibaia News: O que fazer quando presenciamos um acidente? Em quais casos devemos esperar a chegada da equipe do SAMU e em quais casos devemos tentar prestar algum socorro imediato?

Kléber: Quando uma pessoa se depara com um acidente, a primeira coisa a se fazer é ver se está segura e após ligar para a emergência, passando para o regulador o maior número de informações possíveis: número de vítimas, qual tipo de acidente, estado das vítimas (andam, falam, inconsciente, etc) e aguardar a chegada da equipe do resgate. Se não ter preparo, treinamento, equipamentos específicos e habilitação; a melhor coisa a se fazer é tentar manter a calma e aguardar o socorro chegar pensando sempre na sua segurança, pois muitas pessoas se acidentam após um primeiro acidente ocorrer, muitas pessoas são atropeladas e se tornam vítimas também.

Atibaia News: Mesmo com uma maior fiscalização ainda existem atendimentos que são realizados porque um dos condutores estava alcoolizado?

Kléber: Devemos sempre insistir na ideia que álcool e direção não combinam! Ainda atendemos condutores alcoolizados causadores de acidentes, infelizmente! Somente com mais fiscalização vamos diminuir esse índice.

Atibaia News: Atibaia está próximo a duas rodovias de grande movimento, a Fernão Dias e a Dom Pedro I. Qual a diferença entre acidentes que acontecem em via urbana e acidentes que acontecem em rodovias?

Kléber: Geralmente, os acidentes em rodovias são mais graves e com um número maior de vítimas, a velocidade maior permitida nas rodovias, os acidentes envolvendo vários carros, caminhões e ônibus ocasionam mais vítimas para o atendimento de APH, o que chamamos de múltiplas vítimas. Os acidentes urbanos tendem a ser de menor gravidade devido a menor velocidade dos veículos.

Atibaia News: Qual a principal dica deixada pela equipe do SAMU para a prevenção de acidentes no trânsito?

Kléber: Responsabilidade, atenção, utilizar equipamentos de segurança sempre (cintos e capacetes), respeitar o limite de velocidade e nunca beber e dirigir são elementos essenciais para uma direção segura.


As Estatísticas citadas foram do mês de maio, pois eram as mais recentes disponíveis no momento da apuração matéria.

Colaboração: Equipe SAMU de Atibaia, através do gerente de divisão Kléber Henrique Barroso.

› FONTE: Atibaia News (portalatibaianews.com.br)


1 comentário

Deixe o seu comentário