Atibaia News
Cotação
RSS

Prefeitura de Atibaia trabalhou o “bullying” com alunos e comunidade

Publicado em 20/10/2019 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


SECOM

SECOM

Quase 3 mil pessoas foram conscientizadas em mais de um ano de execução do Projeto Viva-Voz

O “bullying” já é considerado um problema de saúde pública mundial. Estima-se que 30% dos adultos que sofrem de depressão tem como fator desencadeante o “bullying “sofrido na infância e adolescência. Para trabalhar a questão de forma efetiva, a Prefeitura da Estância de Atibaia viabilizou o Projeto Viva-Voz em 5 escolas municipais e 5 estaduais, atingindo cerca de 2 mil pessoas, entre alunos, professores e comunidade em pouco mais de 1 ano de execução.

Em 2015 começaram a ser elaboradas as primeiras diretrizes e ações do projeto por profissionais da área da psicologia. A Lei 13.185 de 2015, que prevê programas de combate a intimidação sistemática – “bullying”- em todo território nacional, acabou por reforçar a implementação do projeto. Constatada a necessidade de ações e com um projeto a disposição, em 2018, a Prefeitura, por meio da Secretaria de Educação, Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social em parceria com a OSC Mater Dei, viabilizou a execução do Projeto Viva-Voz no Ensino Fundamental I em 5 escolas municipais: E.M. Professora Serafina de Luca Cherfen, E.M. Catarina Maria dos Reis, E.M. Professora Maria Helena Ferraz, E.M. Professor Francisco da Silveira Bueno e E.M. Prefeito Gilberto Santana. Mais 5 escolas estaduais também receberam o projeto, que conscientiza, sensibiliza e luta contra o “bullying”. Os recursos para a execução foram provenientes do Fundo Municipal da Criança e do Adolescente (FUMCAD).

Durante a aplicação do projeto, foram trabalhados princípios como empatia, comunicação não violenta, mediação de conflitos, identidade entre outros. Além de atividades e vivências, foram distribuídas cartilhas, kits de ferramentas e atividades, informativos e material desenvolvido especificamente para a prevenção e enfrentamento deste fenômeno que está ligado com o universo da criança e do adolescente.

O trabalho executado teve ações divididas em 3 frentes principais: professores, alunos e famílias, mais o envolvimento da comunidade local em eventos abertos, na busca de esclarecimentos e identificação de situações de intimidação sistemática. A capacitação recebida pela comunidade escolar permite a continuação da abordagem do projeto por parte das escolas. Num total, o Viva-Voz trouxe a discussão da violência para 833 alunos de 13 a 18 anos, 560 pais e cuidadores e 1514 moradores de Atibaia.

Neste ano, o Projeto Viva-Voz recebeu a Certificação da Fundação Banco do Brasil e do Banco de Tecnologias Sociais, com o reconhecimento do projeto como tecnologia social eficiente, responsável e comprometida com os propósitos de enfrentamento à violência e intimidação sistemática.

 

 

 

› FONTE: Atibaia News (portalatibaianews.com.br), Por Prefeitura da Estância de Atibaia


sem comentários

Deixe o seu comentário