Atibaia News
Cotação
RSS

Entrevista: Folia dos Bonecões e segurança redobrada são destaques no Carnaval de Atibaia

Publicado em 22/02/2020 Editoria: Arte e Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Em entrevista ao Portal Atibaia News, a secretária de Cultura Roberta Barsotti, fala sobre os cuidados com a segurança e sobra a tradição da Folia dos Bonecões que todos os anos atrai muitas famílias e turistas ao centro histórico do município.

Armando Teixeira Junio

Todos os anos muitas famílias procuram se distanciar dos grandes centros, e no período do Carnaval se dirigem às cidades do interior de São Paulo que têm como principal atrativo um clima mais “familiar”, com menos excessos e mais segurança.

Em Atibaia esses dois temas ganham relevância uma vez que o carnaval no município se destaca pelas populares “marchinhas”, os blocos, e a tradicional “Folia dos Bonecões” em um carnaval de rua que atrai muitas famílias, com jovens e crianças.

A preocupação com a segurança é outro ponto importante para garantir o sucesso dos eventos e alegria dos foliões, assim como cuidados que evitem os abusos com álcool e drogas, de adultos e principalmente menores de 18 anos.

O Portal Atibaia News, falou com a Secretária Municipal de Cultura, Roberta Barsotti sobre segurança e a Folia dos Bonecões.

Como surgiu a tradição da Folia dos Bonecões no Município de Atibaia?

Os bonecões surgiram por volta de 1915, onde já constam registros aqui na história do município; que já tinham bonecões circulando pela cidade durante o carnaval feitos à base de cola e jornal. Essa tradição ficou “adormecida” por algum tempo e foi resgatada sendo agora mantida já há vários anos.

Como são confeccionados os bonecões?

Já houve várias maneiras de confeccionar esses bonecos. Normalmente são uma estrutura de arame trançado, com algumas partes de madeira para segurar o boneco, espuma e são cobertos com tecido formando a roupa do figurino desse personagem. Os bonecões são leves para poder garantir a agilidade e a facilidade do folião para que possa desfilar com muita alegria. Todos os anos são realizadas oficinas por intermédio da Secretaria de Cultura para ensinar novos foliões, criança, a confeccionarem o seu boneco e para manter também essa tradição.  Para que isso não se perca é necessário ir passando de geração em geração a maneira de confeccionar, de carregar esses bonecos, de desfilar no carnaval.

A Folia dos Bonecões se destaca como um momento familiar, de curtir o carnaval com as crianças e em família?

É um momento muito esperado, porque ele mantém a preservação do caráter de carnaval de família. Então é o momento onde muitas crianças participam fazem esses bonecos, desfilam com eles. Temos também a participação de muitos turistas que querem vir prestigiar porque não é uma tradição comum em muitas cidades do Brasil.

Quais são os temas mais comum na representação dos bonecões?

Normalmente esses bonecos representam uma personalidade da cidade ou personalidades do mundo das artes e da música. Então temos personagens de filmes, de desenhos animados, temos o bonecão do Papa Francisco, do Michael Jackson do Sílvio Caldas, Noite Ilustrada, Chaves, Olívia Palito e são personagens que o próprio folião escolhe o que ele quer fazer e nos quatro dias de carnaval esses bonecos ficam disponíveis para o turista que gostaria de carregar um boneco e ter a sensação de poder desfilar no carnaval de Atibaia.

Como é realizada a segurança dos eventos da programação do Carnaval de Atibaia?

Cuidando da segurança temos a equipe da Secretaria de Cultura através da Diretoria de Eventos, temos a segurança pública representada pela Guarda Municipal, pela Polícia Civil, pela Polícia Militar, também seguranças que são contratados. Além disso temos o apoio dos bombeiros e contamos também com o pessoal da Secretaria Municipal de Saúde, sempre presente com uma tenda de atendimento, ambulância do SAMU e ambulância UTI nos locais.

Apesar do trabalho conjunto das secretarias e das forças de segurança as atitudes de alguns foliões podem ser imprevisíveis. Como conter situações de tumulto?

Nós realizamos orientações também aos artistas, que vão estar no palco no caso de presenciarem algum tumulto, avisarem no microfone e tentarem inibir esses atos. Todas as pessoas são orientadas por profissionais da área que já têm experiência em grandes eventos. Porque infelizmente nós sabemos que na época do carnaval as pessoas ficam mais propensas a ter o uso abusivo do álcool, também temos presenciado uso de drogas, então a revista na entrada dos espaços de folia é fundamental. Temos os cães farejadores ajudando, além de reforçarmos sempre as orientações e o controle da venda de bebidas alcoólicas nos locais e o acesso de ambulantes.

Existem leis e decretos municipais que controlam o acesso de bebidas e sprays nas áreas destinadas aos eventos do carnaval municipal?

Sim, é proibida a comercialização de bebidas alcoólicas destiladas, também a proibição de garrafas de bebidas, então se a pessoa for levar alguma bebida, ela tem que levar em um recipiente de plástico, ou garrafa PET. Importante dizer também que o decreto proíbe a comercialização dos sprays de lança perfume, spray de lança serpentina, aqueles sprays de buzina que tem um som extremamente alto, todas essas latinhas de erosão não entram. Temos uma fiscalização grande para garantir também o conforto dos foliões. Quando se solta um spray de serpentina, uma buzina com som alto, isso pode iniciar uma provocação e evoluir para uma confusão, então a comercialização desses produtos também é proibida em todo o carnaval para que não haja maiores problemas.

Uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo, através de uma portaria, proibiu  a presença de menores de 18 anos que não estejam acompanhados dos pais e responsáveis. Como lidar com a questão do acesso de bebidas alcoólicas a jovens e adolescentes no carnaval?

Nos perguntamos como orientar essas pessoas. Agora acima de tudo é necessário também a colaboração das famílias. É a nossa responsabilidade, porque nós estamos no aglomerado de pessoas, então a gente pode beber sim, só que a gente tem que saber qual é o nosso limite, os pais têm que estar atentos aos filhos sim, os comércios têm que estar atentos para quem está vendendo porque muitas vezes é o maior de idade quem compra e oferece ao menor de idade. Vai lá, compra distribui. Oriente seus filhos e como cidadão esteja sempre de olho em tudo que está acontecendo, se necessário inclusive é possível fazer a denúncia para o conselho tutelar. Se for necessário peça ajuda ao segurança mais próximo. Cada pai e cada mãe que está autorizando seu filho a curtir o carnaval é necessário “estar em cima” saber orientar, estar com o celular ligado, se comunicar para saber tudo que está acontecendo para que esse carnaval seja mais uma vez muito divertido e repleto de segurança para toda a família.

Outro destaque da programação é o concurso de fantasias infantis. Como ele é realizado?

Nosso concurso de fantasias infantis acontece no domingo com participação de crianças até 12 anos. As inscrições podem ser realizadas no próprio local, ao lado do palco a partir das 14h30 até às 15h30. Diferentes idades podem participar, as crianças precisam estar animadas e fantasiadas para participarem dançando as marchinhas de carnaval. Então é um momento bem divertido e uma oportunidade de manter as tradições para que as crianças possam aprender a se divertir no carnaval de uma maneira saudável.

› FONTE: Atibaia News (portalatibaianews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário