Atibaia News
Cotação
RSS

Lucas Cardoso comenta projeto que trata da escolha do Professor Coordenador Pedagógico na rede municipal de ensino

Publicado em 29/06/2020 Editoria: Política sem comentários Comente! Imprimir


“Assunto deve ser melhor debatido e discutido entre todos os servidores da área da Educação”, explicou

Na sessão de terça-feira, 23 de junho, o presidente da Câmara, Lucas Cardoso, utilizou o espaço Tema Livre para falar sobre o projeto de decreto legislativo que protocolou nesta semana a respeito da lei que trata sobre a escolha do Professor Coordenador Pedagógico na rede municipal de ensino.

“Para podermos entender melhor esse projeto que protocolei é preciso entender toda a cronologia referente a esse assunto. Quero deixar claro a todos que a proposta referente ao salário do Professor Coordenador Pedagógico não foi alterada pela Câmara, pois no nosso entendimento se o funcionário acumula esse cargo, com todas as suas atribuições e responsabilidades, ele merece ser pago de forma justa”, salientou.

“O que estamos vendo e não podemos deixar acontecer é que a Câmara fez uma emenda, aprovada por unanimidade na época, para que a escolha desse Professor Coordenador Pedagógico fosse mantida como nos anos anteriores, com a aprovação da comunidade escolar. Fizemos essa emenda, tendo em vista que a Prefeitura havia feito uma modificação no artigo que tratava sobre esse processo de seleção, porém sem ter feito um diálogo com os diretores e o corpo docente”, contou.

“A Prefeitura então encaminhou o veto a essa emenda, o que é um direito previsto na Lei Orgânica do Município. Esse veto do prefeito prevaleceu, porém fomos surpreendidos na semana passada pela notícia de que no dia 12 de junho de 2020 a Prefeitura publicou um Decreto aprovando a Resolução SME/CME nº 04, que estabelece diretrizes e procedimentos para a inscrição, condução e recondução de professor à função de Professor Coordenador Pedagógico das Escolas Municipais de Atibaia”, relatou o presidente da Câmara.

“Mas no nosso entendimento, o veto não restaura a matéria suprimida anteriormente. Peço, portanto, o apoio dos demais vereadores na apreciação desse projeto de decreto legislativo que protocolei, uma vez que esse assunto relacionado à escolha do Professor Coordenador Pedagógico deve ser melhor debatido e discutido entre todos os servidores da área da Educação”, concluiu Lucas.

› FONTE: Atibaia News (portalatibaianews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário