Atibaia News
Cotação
RSS

Professor de Atibaia está entre os 20 melhores do XXI PRÊMIO ARTE NA ESCOLA CIDADÃ

Publicado em 11/09/2020 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


Fotos: arquivo pessoal/Sérgio Tuck

Fotos: arquivo pessoal/Sérgio Tuck

Maior prêmio de arte-educação do Brasil seleciona trabalhos inovadores, divulga e documenta práticas pedagógicas de sucesso de 5 regiões do país.

Armando Teixeira Junior

O professor Sérgio Paulo Tuckumantel de Almeida, conhecido pelos seus alunos como Sérgio “Tück”, está entre os 20 finalistas do "XXI Prêmio Arte na Escola Cidadã", realizado pelo Instituto Arte na Escola com o apoio do Governo Federal, em cooperação com a UNESCO e com os canais Futura e Arte 1.

Licenciado em Artes e pós graduando em "Música em Movimento" na UFSCAR, Sérgio “Tuck”, já foi um dos finalistas da edição de 2018 do prêmio, com o projeto “Roda de Música.” Morador da cidade de Atibaia, leciona na E.M.E.F Prof. Hélio Damante, na cidade vizinha de Bom Jesus dos Perdões.

Os 20 finalistas do "XXI Prêmio Arte na Escola Cidadã" representam as melhores práticas pedagógicas da disciplina de artes de cinco modalidades da educação: Infantil, Ensino Fundamental 1, Ensino Fundamental 2, Ensino Médio e Educação de Jovens e Adultos.

Em 2020, o professor de Atibaia está entre os 4 melhores da categoria “Ensino Fundamental I” com o projeto "Músicas do Mundo".

Sérgio atua ainda na formação de professores no campo das Artes, em reconfiguração de práticas educativas na formação "Aprender em Comunidade" pela EcoHabitare a convite do educador português José Pacheco; é Ex-Membro do Wadan Taiko e atual membro da Magnífica Orchestra de Músicas do Mundo, com Gabriel Levy.

O resultado final com o vencedor de cada uma das 5 categorias, teria sido divulgado no final do mês de agosto, mas por causa da pandemia de Covid-19, será anunciado em cerimônia virtual no dia 25 de novembro.

O Projeto “Músicas do Mundo”

Desenvolvido em uma escola na periferia de Bom Jesus dos Perdões o “Projeto Música do Mundo” é a prova de que com determinação e criatividade é possível aplicar práticas educativas inovadoras, mesmo com poucos recursos. Concorrendo com mais de 1200 projetos, foi selecionado entre os 20 melhores do Brasil.

Segundo o próprio Sérgio Tück: “Não é tão simples explicar em poucas palavras, mas é um projeto em que os alunos passaram por diversas etapas de vivências com músicas não mainstream de diversos países como Albânia, Equador, Itália, Chile, Grécia, Japão, Marrocos, Colômbia, Brasil e tantos outros no decorrer de vários meses”

Diferente do que pode sugerir, o projeto não tem como objetivo apenas "estudar sobre música", mas através de brincadeiras, estudos individuais e coletivos pautar uma vivência musical propriamente dita, colaborando na reconfiguração das práticas educativas na escola.

“O objetivo é que as crianças possam, em cada vivência, tocar os 4 pilares da educação: Ser, Conhecer, Conviver e Fazer. Ou seja, não basta conhecer sobre a música, nem apenas só tocar e memorizar, é preciso trazer sua própria expressão e conviver na música e na harmonia que a música proporciona.” Afirma Sérgio “Tuck”.

Por ser aplicado no Ensino Fundamenta I, do 1° ao 5° ano, com crianças a partir dos 6 anos de idade, o projeto se preocupa em explorar a vivência da música no universo da criança, sem que preocupações estéticas do “mundo adulto” influenciem ou atrapalhem o olhar infantil.

“Outra coisa é que quando falamos de música na escola, embora possa envolver a beleza e a questão estética, esse não é o objetivo e sim o meio pelo qual podemos passar. Falo isso, pois existe muito trabalho que se preocupa em "deixar bonito", no entanto prende a criança num esquema um pouco maquiado para que ela não seja criança.” Complementa o professor.

Com aulas que utilizam instrumentos musicais próprios e também da escola, Sérgio afirma que o mais importante não é vencer o prêmio que está em disputa, mas sim o fato de uma escola pública, no interior do Estado de São Paulo, na periferia de Bom Jesus dos Perdões ter o trabalho de seus alunos reconhecido nacionalmente.

Para conhecer o “Instituto Arte na Escola” acesse o site (http://artenaescola.org.br/)

Sérgio Tück está no Facebook e no Instragram
https://www.facebook.com/sergio.tuck
https://www.instagram.com/tuckathono/

 

 

› FONTE: Atibaia News (portalatibaianews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário