SAAE Atibaia elabora o novo Plano Municipal do Saneamento Básico

Publicado em 01/08/2020 Editoria: Infraestrutura

Universalização do esgoto é o objetivo da revisão do projeto

A Lei 11.445 de 2007 trouxe novas diretrizes nacionais, definiu o planejamento dos serviços básicos como instrumento fundamental para se alcançar o acesso universal do saneamento básico e, entre essas ferramentas, criou o Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB). O projeto deve ser elaborado pelas Prefeituras e aprovado pelo Governo Federal para o direcionamento de verbas para obras de saneamento.

A Prefeitura de Atibaia delegou à SAAE (Companhia de Saneamento Ambiental) a revisão do plano e que, através de financiamento Federal no “Programa Saneamento Para Todos”, licitou a demanda para a Novaes Engenharia que tem o prazo de doze meses para conclusão do trabalho.

“O objetivo principal da revisão do Plano Municipal de Saneamento é universalização da coleta, tratamento e destinação do esgoto para a população de Atibaia. Esse é o foco do nosso trabalho: melhorar a saúde e qualidade de vida de todos por meio do saneamento básico”, afirma a Superintende da SAAE, Fabiane Santiago.

Essa evolução no tratamento de esgoto da cidade, já vem ocorrendo por meio de grandes investimentos realizados pela empresa Atibaia Saneamento, que pertence ao grupo Iguá Saneamento e que possui, há 7 anos, uma PPP (Parceria Público Privado) com a SAAE. A empresa realiza importantes obras em diversos pontos do município, entre elas, a ampliação e modernização da ETE (Estação de Tratamento de Esgoto) Estoril e a construção de uma nova ETE no bairro Caetetuba.

“Estamos realizando obras muito significativas. Cuidar do esgoto colabora diretamente para a melhoria da saúde da população. Os nossos investimentos na cidade só são possíveis pois temos uma a parceria sólida com a SAAE, é a união do poder público e do setor privado garantindo a universalização do esgotamento sanitário”, disse Eduardo Caldeira, diretor da Atibaia Saneamento.

Os novos números do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento (SNIS) apontam que, somente em 2015, a coleta de esgoto chegou a mais da metade da população – 50,3% da população com acesso, mas apenas 42,6% dos esgotos gerados no país são tratados. A melhor situação está no atendimento de água tratada, que chega a 83% dos brasileiros. Em Atibaia, 96% da água ofertada no município é tratada e quanto ao esgoto, 75% do volume coletado é tratado. Índices que vem crescendo com investimento e cuidado com o bem-estar da população.

Para que haja a plena participação dos moradores de Atibaia no Plano Municipal de Saneamento Básico, a Prefeitura junto da SAAE, irá organizar reuniões em diversas datas para que todos tenham a oportunidade de colaborar. “A Prefeitura Municipal de Atibaia e a SAAE convidam todos para participarem da elaboração do diagnóstico dos eixos temáticos de água, esgoto, resíduos sólidos e drenagem de águas pluviais que farão parte o plano”, afirma Santiago.

Em breve, o questionário estará disponível no site da SAAE (saaeatibaia.com.br) ou poderá ser retirado o documento impresso na sede da Prefeitura para que seja possível a participação e colaboração de todos na elaboração deste trabalho.

› FONTE: Atibaia News (portalatibaianews.com.br)