Com leve declínio em internações, taxa de ocupação de leitos em Atibaia segue mais baixo que a média regional

Publicado em 01/08/2020 Editoria: Saúde

Nos últimos 18 dias, número de pacientes totais do município (somando UTI e enfermaria) caiu de 48 para 31. Segundo informações da Secretaria de Saúde, enquanto taxa de ocupação regional é de 75%, Atibaia segue abaixo dos 50%.

Armando Teixeira Junior

Enquanto muitas cidades do interior têm registrado um aumento diário nos números de novos casos de COVID-19, a cidade de Atibaia apresenta índices estáveis, e com leve declínio na taxa de internações.

Mesmo com novos registros de óbitos recentes que elevaram o número de vítimas fatais para 32, atualmente apenas 31 pessoas que residem em Atibaia seguem internadas por COVID-19.

Segundo a Secretaria de Saúde, 16 estão em enfermarias (um no Hospital Bragantino, três no Hospital Albert Sabin, dez no Hospital Novo Atibaia e dois na Santa Casa de Bragança Paulista) e 15 em UTIs (quatro no Hospital Bragantino, três no Hospital Albert Sabin, seis no Hospital Novo Atibaia, um no Hospital Universitário São Francisco e um na Santa Casa de Bragança Paulista).

O número representa um declínio em relação aos dados registrados no dia 18 desse mês, quando 48 pessoas estavam internadas (29 em enfermaria e 19 em UTI).

O número de casos graves foi o que apresentou um menor declínio, com variação de 19 para 15 casos em internação nas Unidades de Terapia Intensiva nos últimos 18 dias.

Até a sexta-feira dia 24 de julho, a diminuição era ainda muito sutil, com o registro de 42 casos de internação, e número de pacientes em UTI permanecendo com 19 casos.

A diminuição dos números foi portanto, mais significativa e gradual apenas durante esta última semana.

A Secretaria de Saúde de Atibaia segue monitorando diariamente os índices para poder dessa forma determinar se a tendência de diminuição de casos graves prosseguirá.

Abaixo os dados referentes aos dias 13, 24 e 31 de julho fornecidos pela Prefeitura de Atibaia.

dia 13 julho- 48 internações (29 em enfermaria e 19 em UTI)

Destes, 29 estavam em enfermarias (cinco no Hospital Bragantino, oito no Hospital Albert Sabin, dez no Hospital Novo Atibaia, três na Santa Casa de Atibaia e três na Santa Casa de Bragança Paulista) e 19 em UTIs (cinco no Hospital Bragantino, dois no Hospital Albert Sabin, nove no Hospital Novo Atibaia e três no Hospital Universitário São Francisco).

24 de julho – 42 internações (23 em enfermaria e 19 em UTI)
Destes, 23 estavam em enfermarias (um no Hospital Bragantino, seis no Hospital Albert Sabin, doze no Hospital Novo Atibaia, dois na Santa Casa de Atibaia e dois na Santa Casa de Bragança Paulista) e 19 em UTIs (cinco no Hospital Bragantino, três no Hospital Albert Sabin, sete no Hospital Novo Atibaia, dois no Hospital Universitário São Francisco e dois na Santa Casa de Bragança Paulista).

31 de julho – 31 internações (16 em enfermaria e 15 em UTI)
Destes, 16 estão em enfermarias (um no Hospital Bragantino, três no Hospital Albert Sabin, dez no Hospital Novo Atibaia e dois na Santa Casa de Bragança Paulista) e 15 em UTIs (quatro no Hospital Bragantino, três no Hospital Albert Sabin, seis no Hospital Novo Atibaia, um no Hospital Universitário São Francisco e um na Santa Casa de Bragança Paulista).

› FONTE: Atibaia News (portalatibaianews.com.br)